sexta-feira, 21 de julho de 2017

Comentários Semanais: Koi to Uso #03



No episódio desta semana, tivemos revelações um tanto quanto bombásticas, eu diria. Falo isso porque eu tinha esquecido do que aconteceu no final do episódio, então realmente me chocou, mas aquilo aconteceu de fato no manga, não foi nada inventado para a obra.

Bem, começando pelo começo como diriam, a Lilina é realmente uma pessoa maluca, digo isso porque quer fazer de tudo para o seu marido e outra garota ficarem juntos, é meio absurdo isso, mas no episódio mesmo vimos como ela vacila quando os dois quase se beijam, provando que ela não está totalmente conformada com a perda do seu marido. Um triângulo (ou seria quarteto?) amoroso está se formando. Engraçado foram eles fazendo um big deal do beijo, sendo que já tinham se beijado antes, tudo bem, agora eles não podiam mais e estavam na frente da Lilina, mas precisava tanta enrolação para nada? Entendo a hesitação de qualquer forma, a vergonha bateu. O mais interessante mesmo foi ver que a Lilina está demonstrando indícios de uma paixão. Além disso, ela ficou de vouyer, o que é um pouco estranho.

O encontro do Nejima e Lilina com o Nisaka foi algo adiantado do manga, era somente para acontecer depois dos beijos do dia seguinte, e não antes. Eu não entendi necessariamente porque mudar isso, mas acho que até piorou um pouco a ideia. Porque depois no outro dia vemos o Nisaka e a Takasaki se olhando, e parecia até que a Takasaki estava brava com ele porque ele fez aquele comentário indecente sobre a Lilina, mas no fim não era por isso, ao menos não no manga. Inclusive, conseguiram deixar o Nisaka ainda mais escroto no anime do que no manga, o que é sim um ponto positivo, já que ele é esse tipo de personagem.

Mas o comentário dele sobre a Lilina era inveja, não do Nejima, mas sim dela, afinal, nós vimos que ele quer mesmo é o Nejima com ele, com aquele beijo dormindo e tudo mais. Ao menos já responde cedo uma duvida sobre o Nikasa e quem ele realmente gosta. Além disso, toca em um ponto interessante, no universo aonde o governo arranja casais, e pelo que deu a entender, heterossexuais, como fica as relações homossexuais? É uma duvida bem interessante a se tratar, o Nikasa nunca vai conseguir ser correspondido se for depender só do governo.

Comentando sobre o beijo entre o Nejima e o Nikasa, eu gostei dos cortes, como o diretor conduziu a cena. Acho que já posso dizer que esse diretor entende bem de drama, e de cenas mais românticas, beijos e afins. Conduz bem elas no geral. Um bom diretor, além que esta optando por deixar a comédia menor, o que é bom, já que o anime combina melhor com o drama, mas as cenas de comédia estão se saindo bem. E Também, está adaptando bem mais rápido do manga do que parecia, nesse ritmo ele pode até concluir todos os volumes já lançados (que foram 6).

Enfim, um episódio bem interessante, principalmente pela revelação do Nikasa, que no fim gosta mesmo é do Nejima, e não das garotas.

Nota: 3,5/5

------------------------------------------------------------------------------------------

Comentários de outros episódios: Link

Manga "Harukana Receive" terá adaptação em anime

A edição de setembro deste ano da revista Manga Time Kirara Forward da Houbunsha revelou que uma adaptação em anime para a TV do mangá Harukana Receive de Jizai Nyoi foi aprovada. Mais informações sobre o anime serão anunciadas em data posterior.

Sinopse: A história ocorre em Okinawa, onde Haruka forma um par de vôlei de praia com Kanata. Kanata, que não conseguiu lidar com a pressão colocada sobre ela por ser baixinha, já desistiu do vôlei de praia, mas é convencido por Haruka de voltar para a areia mais uma vez e competir no torneio júnior.

Harukana Receive iniciou sua serialização em Manga Time Kirara Forward em agosto de 2015. Houbunsha publicou três volumes compilados de mangás, com o quarto volume a ser lançado em 12 de setembro.

Staff, Elenco e estreia em outubro de "Boku no Kanojo ga Majimesugiru Shojo Bitch na Ken" Revelados



O site oficial do anime para a TV Boku no Kanojo ga Majimesugiru Shojo Bitch na Ken abriu e anunciou staff e membros do elenco. Aoi Yuuki (Aho Girl) vai cantar a canção de abertura, que será seu primeiro CD na Nippon Columbia, além de dublar a heroína. Sob o título Boku no Kanojo ga Majimesugiru Shobicchi na Ken, o anime terá estréia no outono (outubro) de 2017.

Elenco:
Akiho Kousaka: Aoi Yuuki
Haruka Shinozaki: Mitsuhiro Ichiki (Touken Ranbu: Hanamaru)
Shizuku Ariyama: Rarisa Tako Takeda (Aikatsu Stars!)
Rina Saijou: Natsumi Yamada (Masou Gakuen HxH)
Kanada Shinozaki: Yuki Yagi (Kakuchou Shoujo-kei Trinary)

Staff:
Diretor: Nobuyoshi Nagayama
Series Composition: Hideki Shirane (Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka)
Design de Personagens: Sachiko Yasuda (Sin: Nanatsu no Taizai)
Produção Musical: Nippon Columbia
Estúdio: Diomedea (NouCome, Kancolle)

Sinopse da obra: Com nada a perder, o aluno do ensino médio, Haruka Shinozaki, confessa-se a bela e diligente representante de classe Akiho Kousaka e para sua surpresa ela aceita. Kousaka leva o namoro tão a sério quanto todo o resto, mas não o entende. Ela pragmaticamente sugere atividades que são muito sexuais.

Twitter oficial: @shobicchi_anime

Comentários: Estúdio é bom para slice of life, isso é bom. O diretor inexperiente que me desagrada, espero que ele consiga conduzir bem, ainda mais que parece ter uma boa pegada de comédia, e nisso o diretor é importante.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Comentários Semanais: Princess Principal #01 e #02



Princess Principal me conquistou desde que foi anunciado na Anime Japan desse ano, um anime com uma staff fantástica, sobre espiões em uma londrês vitoriana steampunk. Não tinha como não hypar. Claro que tem garotas fofas como protagonistas, mas acho incrível que o moe é bem baixo no anime todo no fim das contas, o que deixa maravilhoso.

O universo é interessante, é um Reino Unido, ou chamado como Albion, dividido em dois, com um muro em Londres que divide dois reinos. Tem varias maquinas steampunk legais, mas ainda não explorou muito isso nos episódios, apenas o cavorite, o elemento especial que gerou essa evolução. Porém, ele causa intoxicação que leva a delírios e morte, ou seja, tem um contraparte. Isso foi interessante, o universo me conquistou muito.

O primeiro episódio foi muito bom, mesmo tendo que ignorar garotas fofas como espias, a história foi interessante, foi fast-paced, com bastantes elementos de espionagem, e teve um final que foi surpreendente para mim, já que não esperava que teria mortes nesse anime ou algo do tipo, mas a garota matou a sangue frio.

Basicamente a história vai focar em espiões dos dois paises, um tentando derrubar o outro de alguma forma, e um tentando combater o outro. O primeiro episódio foi bem simples, já o segundo foi bem mais interessante no quesito história, com um desenvolvimento bem interessante da princesa e de algumas outras garotas.

As espiãs de outro pais se infiltraram em uma escola para espiãs, uma tendo 20 anos já e parecendo ter 15, o que é bem estranho, mas que ajuda muito na espionagem. Os truques de espionagem nesse episódio foram muito bons, a parte do baile, com a garota fingindo ser a princesa e por ai vai. A criatividade está bem interessante.

No fim a princesa é uma personagem muito interessante, não deu para entender se ela falou somente para enganar, mas dizer que ela quer deixar de ser a quarta na linha de sucessão e virar a primeira foi interessante. Foi uma mudança de personagem, alguém que parecia bem boazinha mas na verdade tem seu teor de maldade.

Mas no fim também ela era amiga de infância da outra garota, o que dá a entender que as duas tem algo juntas, planejam algo. Enfim, foram dois episódios muito interessantes que fizeram meu hype pelo anime se concretizar, espero que continue nessa qualidade.

Notas: #01: 4/5
           #02: 3,75/5

Fairy Tail terá anime final em 2018



O autor do manga de Fairy Tail, Hiro Mashima, anunciou em sua conta no Twitter na sexta-feira que a série final do anime para a TV de Fairy Tail será exibida em 2018. O mangá publicará seu capítulo final em 26 de julho.

A Fairy Tail foi serializada na revista Weekly Shounen desde 2006 e atualmente possui mais de 60 milhões de cópias impressas em todo o mundo. A série ganhou o 33º Prêmio Kodansha Manga para shounen manga e também o Japan Expo Award em 2009. Inspirou várias adaptações em anime; Incluindo uma série de televisão de 175 episódios, uma continuação de 102 episódios, duas séries OVAs, dois filmes de anime, vários manga de spin-off e uma série de novels de histórias paralelas.

Sinopse da Obra: Lucy Heartfilia é uma jovem maga de 17 anos que deseja evoluir e tornar-se uma grande maga. Para isso, ela terá que entrar em uma guilda de magos, para ganhar dinheiro, sobreviver e também aprimorar suas habilidades. Ela chega até a cidade de Hargeon, onde Natsu Dragneel e Happy desembarcam para procurar Igneel, o dragão que criou Natsu como se fosse um filho, e que um dia, repentinamente, sumiu. Lucy, encontra Natsu e Happy ocasionalmente, após envolverem-se com o perigoso criminoso Bora que tenta transformar Lucy em sua escrava. Após salvar a maga, Natsu, que é integrante de uma das mais famosas guildas, a Fairy Tail, convida a garota a juntar-se a guilda. Assim, Lucy ingressa na Fairy Tail, onde começa a viver todo tipo de missão perigosa junto com Natsu e Happy.

Manga sobre romance entre adultos otakus, "Wotaku ni Koi wa Muzukashii", terá anime (Atualizado 21/07)



Foi anunciado na Tóquio Shinjuku Alta Vision que o  manga Wotaku ni Koi wa Muzukashii da Fujita receberá uma adaptação de animação de TV para transmitir via o horário de tempo do NoitaminA da Fuji TV. Os membros do elenco que foram usados ​​nos vídeos promocionais do manga repetirão seus papéis no anime.

Sinopse: Depois de descobrir que eles trabalham na mesma empresa, um otaku de jogos e uma fujoshi que se conheceram pela primeira vez no ensino médio. Depois de um happy hour pós-trabalho, eles começam a namorar, mas será um relacionamento perfeito para os dois?

Anuncio:



Elenco:
Narumi Momose: Arisa Date (Idol Time PriPara)
Hirotaka Nifuji: Kento Itou (The iDOLM@STER Side M)
Hanako Koyanagi: Miyuki Sawashiro (Durarara!!)
Tarou Kabakura: Tomokazu Sugita (Aho Girl)
Naoya Nifuji: Yuki Kaji (Dive!!)

Staff:
Produção: Aniplex, Fuji TV, Ichijinsha
Estúdio: A-1 Pictures (Sword Art Online, Eromanga-sensei)

Wotaku ni Koi wa Muzukashii originalmente iniciou sua serialização no pixiv em 2014. A serialização continuou na comic POOL, que Ichijinsha lançou com pixiv, em 2015. Ichijinsha começou a lançar volumes físicos em abril de 2015 e tem três volumes de manga compilados lançados até agora, com o quarto programado para 26 de julho. Sua versão na web recebeu o primeiro lugar na seção "Web Manga Desejada para ter uma versão física" do Prêmio Tsugi ni Kuru Manga em 2014 e ficou em primeiro no ranking feminino no Kono Manga ga Sugoi de 2016!

Atualização: Foi revelado que o anime irá estrear na temporada de abril (primavera) de 2018

Comentários: Noitamina, ou seja, vai ter entre 10 a 12 episódios, como todo anime que passa nesse bloco. O estúdio depende bastante do diretor, espero que seja um muito bom!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Comentários Semanais: Kakegurui #03



Kakegurui tem uma formula padrão episódica, um novo jogo, uma nova pessoa para a Jabami enfrentar, uma nova trapaça, e uma nova vitoria da Jabami. Ou ao menos era o que se esperava no ultimo caso, mas, no terceiro episódio ela já perdeu, muito por azar, muito por excesso de confiança. E isso já é um ponto positivo, fazer a protagonista perder e virar uma "escrava" tão cedo prova que o autor não quer que ela seja apenas uma protagonista que não tem desafios, e isso melhora muito a qualidade geral da obra.

O jogo dessa vez já foi contra uma dos membros do conselho estudantil, os melhores apostadores da escola. É incrível como ninguém na escola consegue jogar sem trapacear, o que na verdade faz sentido, já que esses jogos de azar são realmente difíceis de se vencer apenas pela sorte. Achei o jogo dessa vez criativo, digo, não imagino que exista na vida real, prova que o autor não vai se limitar só a jogos reais, até porque se ele quer variedade, ele precisa inventar algo em algum momento.

Dessa vez espadas caem em buracos, e dependendo como cai, muda o resultado do jogo. Apostas são feitas como uma roleta de cassino, mas com o fato de que se cair invertido, perde 30x. Achei muito interessante, e a maneira de roubar foi até simples no fim das contas, usar um imã para mover uma das espadas, ainda que as outras ficam por conta própria. Porém, como só move uma, o resto é pura sorte, então isso eu achei interessante, no fim o roubo só aumenta a chance de vitoria em 10%, ou algo próximo disso, o resto dependendo da pura sorte.

A Jabami sempre tem que enlouquecer de alguma maneira, digo, fazer as caras ultra exageradas, botar terror na rival, isso é interessante. Jabami definitivamente não é uma protagonista comum, e isso é muito bom. É uma protagonista interessante em sua personalidade.

E no fim a Jabami perdeu, e pela explicação dela, por culpa dela mesmo. Foi tão interessante ver que ela perdeu pelo excesso de confiança dela, em contar tudo que ela descobriu da trapaça, mas no fim por contar antes de vencer, ela perdeu. Porque afinal, se tu descobriu como vencer a trapaça, porque não contar depois de vencer ela, e não dar a chance para ser contornada? Perdeu por confiança exagerada, e isso valeu muito. Porém, isso no fim nem é totalmente verdade, porque ela apenas pressupôs que perdeu pela explicação dela, mas não tem provas disso.

No fim ela virou uma mittens, gata perdedora. E foi realmente engraçado ver ela imitando um gato toda seria, valeu o episódio essa cena, virou a Jabami "Yuneko" (perdão pelo trocadilho infame). Jabami é uma personagem fantástica em quesito personalidade unica. E no final, o mistério do calendário de vida da Jabami, afinal, até agora não sabemos absolutamente nada do passado dela.



Nota: 3,5/5

----------------------------------------------------------------------------------

Comentários de outras semanas: Link

Serie "Basilisk" Terá Novo Anime e Manga!!

Um site oficial abriu na quarta-feira anunciando que a série Basilisk receberá um mangá de continuação e uma adaptação em anime para a TV acompanhando o manga intitulada Basilisk: Ouka Ninpouchou. O mangá será baseado na novel continuação de Masaki Yamada com o mesmo nome. Yamada também escreverá o mangá com ilustrações de Tatsuya Shihira e começará sua serialização na 34ª edição da revista Weekly Young em 24 de julho. A continuação será centrada em torno de dois ninjas da elite do clã Kouga e Iga, chamados Hachirou e Hibiki, respectivamente.

Fuutarou Yamada escreveu as primeiras novels de Basilisk em 1958 e 1959 como Kouga Ninpouchou (The Kouga Ninja Scrolls). Foi adaptado em várias séries de live-action, manga e anime. Masaki Segawa desenhou a adaptação em manga de 5 volumes do romance que foi serializada na Young Magazine Uppers de fevereiro de 2003 a junho de 2004. O Studio Gonzo produziu uma adaptação em anime de 24 episódios em 2005. No mesmo ano, o mangá também inspirou um filme live-action intitulado Basilisk: Shinobi Heart Under Blade.

Site oficial do anime: http://basilisk-ouka.jp/
Twitter oficial: @basiliskouka

terça-feira, 18 de julho de 2017

Guest Post: Animes Desvendados: Zero Kara Hajimeru Mahou no Sho



Konbawa!

Aqui é a freirabeccy fazendo uma participação especial no blog. Ja tinha feito o layout mas queria deixar uma marca aqui no blog. E preparem-se que não vai ser uma marca muito fofa. HAHAH

Sinceramente quando comecei a ver o anime tinha várias expectativas. O plot me comprou e talvez esse foi o meu erro. A expectativa foi o meu erro. Bem vindos a mais um a Zero kara Hajimeru Mahou no Sho.

Minha reação para o que aconteceu com o anime no final x minha expectativa só pode ser descrita pela imagem do mesmo:



O plot era bom demais pra ser verdade. Na verdade tinha tudo pra ser incrível. Não me entenda mal, não que o anime seja ruim. Talvez apenas clichê. Ou talvez tenha sido minha própria expectativa que tinha colocado no anime que no final foi só comum.

Vamos por partes. Primeiro a sinopse:
Baseado na novel conta a história de uma bruxa chamada Zero que desconhece o mundo e de um mercenário meio animal meio humano que quer ser humano. O mundo é cercado por Bruxas que praticam feitiçaria depois que foram passados os conhecimentos por um livro mágico chamado o "Livro de Zero" que esconde um poder que pode destruir o mundo. O mercenário viaja com ela como seu guarda e ela busca uma forma de recuperar o livro.

Ok. Legal. Certo?

Ai você vê o primeiro episódio e se depara com Zero, a feiticeira mais forte que já passou pelo mundo. Um mercenário foda com a ambição de torna-se humano. Política, preconceito e magia.

Muito bom ne?

Acontecem revoluções, amizade, família e tudo que pode fazer um plot ficar ainda melhor. Então qual foi o problema? Por que eu me decepcionei tanto? Por que chegou um ponto que tava louca que acabasse e tava já arrastando os episódios para que acabasse logo? Por vários motivos. E aqui vão eles:
Lembrando que a partir de agora pode conter spoilers

Motivo 01) A principal.

Ela mesmo.

Ela que é incrível e maravilhosa, fofa e kawaii, com uma pequena zoofilia na veia. Não me entenda mal. A personalidade dela é muito bom. Porem ela é, do começo e ao fim, a mais forte bruxa. Ela criou o livro que ensinou magia pra todo mundo.



Dito isso, ela não pode de forma nenhuma ser fraca nos momentos que o anime é conveniente. Era algo como: "ok você é a mais forte porem por esse motivo você não pode sair daqui". "Ok você é a mais forte mas por esse outro motivo você não pode fazer isso sozinha ai precisa de mais gente". Não pode libertar não sei quem por causa disso, não pode se teletransportar por causa disso, não pode atacar por disso e etc.



O fato que ela ser forte não realmente foi tão bem aproveitado quanto poderia. E na verdade o quanto devia. Entendo o conceito que ela na verdade não sabia nada do mundo exterior e que se juntou ao Mercenário para esse "suporte" cultural se assim posso dizer. Mas tudo tem limites.
Acho que a questão era que ela é mais forte do que o anime a colocou. E acho que isso foi um erro muito grande porque ter uma protagonista feminista, poderosa que seja a ValescaBeyoncePopozuda dos animes... Isso sim seria incrível. E no final ficou parendo uma menina com poder que não sabia aproveitar e que dependia emocionalmente e fisicamente de um mercenário que tinha um crush mal resolvido.

Motivo 02) Mercenário.



Sim. O metade/metade do querido mercenário. O problema dele em si não foi os poderes ou a falta de presença. A não. Ele tinha MUITA presença. Tanta presença que chegou a bipolaridade em certos pontos.

Bipolaridade você diz? Do que esta falando mulher, você que é a bipolar aqui!

Então, não gente.

Se você é um mercenário apenas interessado por dinheiro, como você consegue a unica coisa que você queria e depois volta atrás? Entendo o sentimentalismo mas mantenha o amor até o final. Porque logo depois no final  você desconversa  tsudere

Motivo 3) A transição tanto de cena quanto de enredo.




A transição de qualquer coisa (série, anime) é muito importante. Faz com que nós possamos nos interessar sobre as coisas, nos apaixonar etc...
E isso foi o que faltou. Enquanto tínhamos episódios focados em roupa nova, tivemos outros que passaram muito rápido com assuntos que seriam muito importantes.

Motivo 4) Falta de amor na hora de apresentar os personagens.




Existem personagens tão bons que foram mal aproveitados. Personagens que foram apenas jogados na história sem background ou sem enfoque. Era como se eles não fossem importantes e as vezes eles eram SIM importantes.

Personagens que enriqueceriam muito a história.


Motivo 5) Final sem final.




Assim como vários animes só o fato deles não terminarem sem motivo aparente já me frustra. Havia como continuar? Tem motivo? Até tem. Mas foi forçado. Demais até. Podia muito fechar um arco muito bonito com um final bem elaborado e bonito.

Mas não.

O que acontece? "ah, o problema que era aqui na verdade pode ser em outros lugares. Vamos conferir" What? Essa é a desculpa pra segunda temporada? Serio?



Bom é isso galera.

Se você leu até aqui obrigada mesmo. Você merece o Oscar:




Sayonara! ♥
Proxima Inicio